Skip to content
Aplicativo Doxtor

Grátis - Na Google Play

Prevenção do câncer do intestino

25/10/2019

Compartilhe

Os avanços da medicina, o número de casos e a constante discussão sobre curas e terapias fazem com o que o câncer seja um dos principais temas do universo da saúde.

Considerado o terceiro tipo de câncer mais frequente em homens (após próstata e pulmão) e o segundo entre as mulheres (após o câncer de mama), ele acomete o intestino grosso(ceco, cólon, reto e ânus). E um alerta: essa doença está se tornando cada vez mais incidente na população brasileira. O Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 17 380 casos novos de câncer de cólon e reto em homens e 18 980 em mulheres para o biênio 2018-2019. 

As diretrizes de prevenção no Brasil recomendam que o rastreamento preventivo comece a partir dos 50 anos na população geral e aos 40 anos na população de risco, ou seja, aqueles com histórico familiar de câncer colorretal ou aqueles que já tiveram casos de câncer em outro local do corpo.

Um estudo em países da Europa, indicou que, entre 2004 a 2016, a incidência de câncer de intestino aumentou 7,9% ao ano entre indivíduos de 20 a 29 anos. Já em pacientes de 40 a 49 anos, esse acréscimo ficou em torno de 1,6%.

Com a adoção de uma vida mais saudável, é possível evitar o desenvolvimento do tumor. Investir em uma alimentação saudável e rica em vegetais, controlar o consumo de carne processada ou vermelha e investir na prática regular de atividade física são caminhos para evitar o aparecimento desse tipo de câncer.

Do ponto de vista de diagnóstico precoce, a principal recomendação é não esperar que os sintomas apareçam. Mas fique especialmente atento a sangue nas fezes, que é o principal sinal de alerta para o câncer colorretal. Outras manifestações podem ocorrer, como alterações no hábito intestinal (diarreia, intensa vontade de evacuar ou intestino lento), cólicas abdominais, dor na região anal, fraqueza, anemia e emagrecimento intenso.

Siga-nos nas redes sociais

Facebook Instagram

Clique e conheça um novo modelo de organização do setor médico

Celular
Google Play
App Store